História

O INICIO

Há uns 15 anos atrás, um grupo de amigos, reunia-se todas quartas, sextas, sábados e domingos, na Mercearia do Burda, na Rua Ouro Verde, no Capão Raso em Curitiba, para decidir qual seria o destino sertanejo daquela noite. Aliás, uma Curitiba que é formada pela sua maioria de migrantes do interior do estado, que gosta da música sertaneja e de raiz.

Começava então o famoso Movimento Country de Curitiba, onde as pessoas tinham satisfação e o prazer em rever os amigos, que se multiplicavam a partir desse princípio.

Cada grupo de amigos se tornou um Grupo Country e começou então a demonstrar seu estilo e criatividade com os nomes. Foi quando conhecemos "Os Galo Véio", "Os Vira Latas", "Os Jhangos", "Os Bartira", "Os Traia" e por aí afora.

 

No dia 12 de abril de 1999 incentivado por essa onda do Movimento Country de Curitiba, 14 dos que seriam fundadores, João Paulo, Crush, Coquinho, Vanderli, Burda, Ode, Rogério, Celso, Carrefour, Herma, Paulinho, Téia, Laertes e Giba resolveram criar oficialmente a Associação Companhia Country Os Carijó, a partir daí um marco para a história de vários pessoas que hoje defendem o objetivo, ou que já foram influenciados por alguma ação dos Carijó.

 

 

A idéia do nome foi sugestão do Fundador João Paulo, "Os Carijó". Tinha um desenho de um galo sobre um touro em uma arena, com isso a idéia começou a amadurecer. Definimos as cores da camisa, o desenho dela, o bordado, mas uma coisa ainda nos incomodava, sempre estávamos bem acompanhados, então por que não um galo ao lado de uma galinha abraçados, como símbolo? Foi aí que alteramos o desenho e então a logotipo do grupo estava pronta em nossas mentes. O Burda, outro fundador mudou sua estratégia, e sua mercearia virou um bar, que futuramente se tornaria a Sede d´Os Carijó.

 

OS DESAFIOS

O grupo determinou que seu principal objetivo fosse promover o encontro e integração dos amigos, e conseqüentemente ajudar e apoiar a comunidade que se encontrava inserida.

O Respeito, Lealdade e a Amizade foram adotadas como preceitos de bom relacionamento e principalmente como pilar para a união das pessoas que viriam a fazer parte dessa grande Família.

Logo os resultados começaram a surgir com muita ambição o grupo, e liderados então pelo primeiro Presidente eleito Anderson Romanichen - “Crush”, começou a promover festas voltadas ao Movimento Country de Curitiba, mas principalmente defendendo o divertimento de seus convidados.

Ao longo dessa história várias parcerias foram fundamentais, como a do Clube Cultural de Curitiba que mais tarde seria o palco da primeira festa de Grupos do Movimento Country o aniversário de 1º. Ano dos Carijó, que atraiu nada mais e nada menos do que 5 mil pessoas aproximadamente e a partir desse momento começou umas da mais conhecidas e esperadas festas de Curitiba até os dias de hoje.

Outras festas temáticas vieram na seqüência como as BARTRAJÓ e as CARANGOS frutos das parcerias com os Grupos Bartiras e Jhangos.

Após um início que alavancou o Movimento Country em Curitiba e que teve resultados como o surgimento de mais de 150 grupos existentes na época, muitos se espelhando no sucesso dos Carijó, a primeira meta do grupo tinha sido atingido de promover o encontro a integração e o divertimento dos amigos.

 

Mas ainda faltava a confirmação, no entanto o grupo se mostrava firme e cada vez mais unido para atingir e continuar com seus ideais. Os Carijó literalmente não deixaram a “peteca cair” e mais uma vez mostraram que eram capaz de acreditar em algo e fazer acontecer. No aniversário de 3 anos o grupo proporcionou um Show Nacional com o Pessoal do TODO TORTO de Marília o qual era considerado o principal destaque da Festa de Peão de Barretos do ano anterior.

 

Crush

Anderson Romanichen “Crush” – Primeiro Presidente dos Carijó

 

O AMADURECIMENTO

Como podemos escapar de crises, estamos em um país que a pouco se tornou estável e não só na economia, ao passar dos anos o Movimento Country de Curitiba teve sua baixa, e ali muitos grupos se foram, não só por esse motivo, e sim por considerarem aquilo passageiro.

Com tudo um novo desafio começou a ser idealizada pelo grupo, a ajuda em programas sociais voltadado a sociedade de Curitiba começou a ganhar vida. Não demorou muito para os integrantes colocarem em prática mais esse trabalho, através de campanhas de arrecadação de brinquedos, e apoio a várias comunidades de Curitiba e Região Metropolitana, os Carijó mais uma vez se destacaram, estava um passo a frente, foram considerados inovadores. Um grupo que já não pensava só em “festas”, mas sim na integração e na melhora da qualidade de vida de todos.

Os reconhecimentos continuaram, e o grupo cada vez mais queria esse reconhecimento, novas parcerias estavam por vir, por mais que o Movimento Country de Curitiba já não fosse mais o mesmo.

Nesse momento os integrantes dos Carijó liderados pelo então Presidente João Paulo Barbosa decidiram criar a CONFRARIA CARIJÓ um espaço mensal para que os mesmos discutissem e decidissem os rumos que o grupo iria trilhar.

Como sempre a inovação fez parte desse grupo de pessoas e através de uma parceria com a Fire Ball foi realizada a primeira festa a fantasia dos Carijó, a primeira de 7 edições até hoje, no início criticada por não ser uma festa country / sertaneja e hoje reconhecida como uma das mais animadas festas a fantasia da sociedade Curitibana.

 

JoaoPaulo

João Paulo Barbosa – Segundo Presidente dos Carijó

OS DIAS DE HOJE

Sabemos que o Country / Sertanejo hoje em Curitiba não é mais um movimento mais sim uma paixão do povo Curitibano, os Carijó se tornou uma grande família unida que teve seus objetivos concretizados e mantidos.

O surgimento de várias casas noturnas voltadas aos temas foi inevitável e hoje o ótimo relacionamento com esses empresários tornou os Carijó bem recebidos e reconhecidos cada vez que aparecem nesses lugares.

Claro que não podemos esquecer as principais parcerias que proporcionaram grandes festas nesses locais, as antigas casas como Tropeiros, Pantaneiros, Berrante de Ouro, Forvm, El Toro, V8, Companhia do Laço entre outros, foram palcos de momentos inesquecíveis para vários amantes da música country / sertanejo, e principalmente na história dos Carijó.

Hoje em dia os principais casas noturnas de Curitiba como Rodeo Country Bar, Rancho Brasil, Dixes Bar, Território Sertanejo e Victoria Villa mantém as portas abertas para qualquer evento proporcionado pelos Carijó.

A inovação continua a tona no grupo e o apoio a festas, eventos relacionados ao Country / Sertanejo viraram praticamente uma regra para essa associação.

Mas um ponto novo estava por vir em 2009 uma nova parceria se concretizou os Carijó, agora liderados pelo presidente Marcelo Santos Lima, e a ADC Siemens resolveram recuperar aquele princípio de grandes festas de Grupos voltadas aos amigos e o tema já tradicional veio à tona, a Festa de Aniversário dos Carijó que nos últimos 3 anos reunirão mais de 4 mil pessoas proporcionando um evento único e diferente apoiado por todos que gostam do ideal defendido pelos Carijó.

 

Marcelo

autor: Marcelo Santos Lima – Terceiro Presidente dos Carijó

 

O FUTURO

 

O Futuro a Deus Pertence, Nossa Senhora que nos Proteja e Abençoe.....

E

“ Nóis é Qui Sabe!!!!”

Logo.jpg

 

 

 

 

 

 

 

Please publish modules in offcanvas position.